Turismo do Algarve

Turismo do Algarve

Turismo do Algarve

pt

«Algarve Craft&Food» valoriza artesanato e gastronomia da região

Algarve Craft&Food valoriza artesanato e gastronomia da região

Notícias

Projeto desenvolvido pela RTA, em parceria com Tertúlia Algarvia, QRER e ATA

27 de fevereiro 2020


O artesanato local e os produtos alimentares típicos algarvios são as estrelas do novo projeto “Algarve Craft&Food”, lançado hoje pela Região de Turismo do Algarve (RTA). O objetivo é valorizar e promover as tradições, a gastronomia, a cultura e o património natural como ativos para potenciar a oferta de turismo cultural e criativo.


Desenvolvido em parceria com a Tertúlia Algarvia, a QRER – Cooperativa para o Desenvolvimento dos Territórios de Baixa Densidade e a Associação Turismo do Algarve, o projeto pretende criar e promover experiências turísticas diferenciadoras, de cariz sustentável, sobretudo em locais tradicionalmente com menor afluência, como as zonas rurais e o interior algarvio.


O “Algarve Craft&Food” vem apoiar a preservação e a revitalização de práticas e costumes tradicionais, aumentando as fontes de rendimento de artesãos e dos produtores alimentares locais.


Para tal, no contexto deste projeto será desenvolvido um conjunto de atividades que, além de permitirem divulgar a oferta da região no segmento do turismo cultural e criativo, junto dos mercados nacionais e internacionais (EUA e Europa), vem em simultâneo capacitar artesãos e produtores agroalimentares locais para que, em conjunto com designers e chefs de cozinha, apostem na inovação e no desenvolvimento de produtos e de programas com potencial turístico.


Entre os exemplos estão a realização de residências criativas e workshops técnicos para artesãos, designers, produtores agroalimentares locais e chefs de cozinha; laboratórios criativos de gastronomia tradicional algarvia; um seminário sobre internacionalização de artesanato e produtos alimentares locais; o desenvolvimento de 5 novos produtos de artesanato e de dez novos programas de turismo cultural e criativo focados nestes produtos. As distintas iniciativas contemplam também ações de capacitação destes agentes e a internacionalização em mercados europeus como Espanha e mercados emergentes como os Estados Unidos da América e a criação do “Prémio Craft&Food”.


Para João Fernandes, presidente da RTA, “o ‘Algarve Craft&Food’ é um projeto estratégico porque, ao dinamizar as nossas tradições no artesanato e na gastronomia, vem enriquecer a visita, contribuindo para valorizar o interior do território algarvio e, ao mesmo tempo, diversificar a oferta, atenuando a sazonalidade e reforçando a conquista de novos mercados”.


“Este projeto é também especialmente relevante porque vem colocar o Algarve na vanguarda das tendências no setor do turismo, nos conceitos de ‘slow made’ e ‘slow food’. Vem promover uma oferta que convida o turista a vivenciar a região ao ritmo da vida local, da comunidade e dos seus saberes e sabores”, sublinha João Fernandes.


Segundo João Amaro, diretor executivo da Tertúlia Algarvia, o projeto é “provavelmente o primeiro passo da região para a criação de uma relação virtuosa entre o setor das Artes e Ofícios (artesanato) e o setor agroalimentar, associando-os à promoção turística através do desenvolvimento de programas de turismo cultural e criativo”.


“Reconhecendo que a reduzida dimensão e especialização das empresas e unidades produtivas de ambos os setores constitui um constrangimento a ultrapassar, acreditamos que a qualidade e a diversidade dos nossos produtos – associadas à imagem de sustentabilidade e respeito pelos valores ecológicos e pelas tradições – permitirão criar no futuro produtos turísticos capazes de competir à escala global”, adianta João Amaro, para quem “este é o Algarve autêntico que queremos e vamos promover internacionalmente”.


Já para a presidente da cooperativa QRER, Sara Fernandes, “aliar a riqueza cultural da região a uma oferta turística de qualidade é algo valioso para o posicionamento do Algarve nos principais destinos turísticos internacionais. É também uma abordagem estratégica na valorização do nosso património imaterial que precisa de encontrar mecanismos que lhe garantam um futuro sustentável. Este projeto pretende contribuir para esta visão, aliando o artesanato tradicional e a gastronomia à inovação, ao design e à criatividade, contribuindo para a dinamização dos territórios do interior algarvio. É nossa ambição que esta iniciativa possa também posicionar ainda mais o interior algarvio numa oferta global de turismo cultural e criativo, e que tal se reflita num crescimento da atividade económica da região”, conclui Sara Fernandes.

Documentos para Download

Newsletter

Contactos